• Associação Mawon

Você conhece la Sape?

Atualizado: Mai 22

La Sape é um estilo que emergiu na década de 1960 na República do Congo, mais especificamente em Brazzaville, capital do país.

O estilo consiste no uso de indumentárias que mesclam o dandismo cultural com detalhes extravagantes num movimento de resistência.

Em 2018 recebemos Noir African Thézis, congolês da República Democrática do Congo e sapeur que hoje mora no Rio de Janeiro. De acordo com Thézis, Sape é a abreviação de Société des Ambianceurs et des Personnes Élégantes: "É uma ciência que estuda a arte de combinação de roupas, das cores de uma maneira agradável. SAPE é uma arte de viver, uma filosofia de vida também é uma arte vestimentaria".



La Sape surgiu desde nos anos 1920 quando os congoleses voltaram ao país depois de lutar nos exércitos belga e francês. Começaram a vestir-se com trajes elegantes e isso se tornou um sinal de superioridade a partir da cópia dos colonos brancos.

O movimento de la Sape refere-se ao período colonial, no qual os aristocratas franceses utilizavam somente roupas com tecidos importados para se distinguirem do povo local. Foi nessa época que essa filosofia nasceu.

Na década de 1970 que la Sape assumiu outra dimensão e muitos jovens aderiram ao movimento. Existe um grande rivalidade simbólica entre Congo/Brazzaville e Congo/Kinshasa e uma grande disputa sobre a paternidade desse movimento de la Sape. Há enfrentamentos entre os Sapeurs de Brazzaville e os Sapeurs de Congo/Kinshasa e vice-versa. No fim dos anos 1979, o início dos anos 1980 em Paris, na proximidade do metrô "Bonne nouvelle", acontecia a batalha dos Sapeurs de Congo/Brazzaville e Congo/Kinshasa, a partir daí que ganhou mais fama.




Depois veio Papa Wemba, que exaltou muito o movimento sapeur e foi muito conhecido através de várias músicas que homenageavam la Sape. Tais como: proclamation, dixieme commandement e sapologie.

Papa Wemba foi um dos maiores propagadores do estilo na África. Em 1979 ele torna-se líder não oficial da Société des Ambianceurs et des Personnes d’Élégance (SAPE). Ele morreu em 2016, sendo homenageado por sapeurs em toda a parte do mundo.

"La sape é um estado de espírito", diz Thézis, "é um estilo de vida, uma moda vestimentária, no quais os sapeurs buscam estar sempre o mais elegante possível. É uma filosofia de vida, é considerada pelos seguidores como uma religião kitendi (tecido) e até mesmo um vício da elegância para muitos".

E continua: "diz-se que la sape começou quando o estilo dos colonos passou a ser “copiado” pelos congoleses, ao mesmo tempo que estes transformaram o estilo europeu em algo próprio das cores e personalidade do país africano".

Os sapeurs utilizam muitas roupas de marca e vivem suas vidas voltadas para esse estilo. Andam sempre bem vestidos, cuidam bem de suas roupas e se preocupam com sua apresentação nos lugares.




Em síntese, La Sape é um life style e as pessoas que optam por esse estilo se sentem bem assim. É também parte da cultura congolesa e uma forma de resistência.


Saiba mais sobre La Sape:

Os Sapeurs de Kinshasa - Vice Br https://www.vice.com/pt_br/article/ezgm8e/os-sapeurs-de-kinshasa

Meet the sapeurs of DRC - BBC

https://www.bbc.com/news/av/world-africa-31885364/meeting-the-most-fashionable-crowd-in-drc

147 visualizações

Contato

📞+55 (21) 96804-3382

📧Contato@mawon.org

📍Rua Visconde de Piraja, 54

Ipanema, Rio de Janeiro - RJ

Redes Sociais

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone LinkedIn

FEITO COM         NO RIO DE JANEIRO

Captura_de_Tela_2020-05-14_às_16.40.31